Press "Enter" to skip to content

Flordelis participa de reconstituição da morte do pastor Anderson do Carmo

A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) realizou, da noite deste sábado à madrugada de hoje, domingo 22, a reprodução simulada da morte do pastor Anderson do Carmo, que aconteceu no dia 16 de junho. 

O trabalho dos policiais civis durou cerca de seis horas, contou com a presença da deputada federal Flordelis (PSD) e de mais outras 13 pessoas, de acordo com informações do jornal O DIA.

A reconstituição começou por  volta das 22h com Lucas de Souza, filho adotado do casal, suspeito de conseguir a arma do crime. Ao ser levado à frente da casa da família, no entanto, ele se recusou a participar da reprodução simulada.

Apontado como o autor dos disparos, Flávio Rodrigues, filho biológico de Flordelis, esteve na cena do crime, mas também não quis participar da reconstituição.

Durante a reprodução simulada, nove tiros foram disparados para saber de qual parte da casa do pastor e da deputada dava para ouvir os disparos daquela noite. Os policiais também procuram saber se houve a participação de um segundo atirador no crime.

Ao fim dos trabalhos, a titular da DHNSGI, a delegada Bárbara Lomba, apontou contradições entre os depoimentos dados na especializada com a reprodução simulada feita no local. O relatório da reconstituição deve ficar pronto em até 30 dias.

Flordelis deu sua versão do crime no local (Foto: Larissa Henriques do Amaral)

Apesar de a polícia ter encerrado a primeira fase das investigações, o trabalho dos agentes continua. A delegada Bárbara Lomba já afirmou anteriormente que não descarta a participação de Flordelis no assassinato.

Fonte: O DIA

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *