Press "Enter" to skip to content

Pastor americano está preso há 3 meses na Índia por ser cristão

Um pastor do Tennessee, nos EUA, está sendo impedido de deixar a Índia três meses após sua prisão, embora um processo aduaneiro contra ele por supostamente não pagar imposto sobre o dinheiro que ele levou para o país tenha sido resolvido, segundo um advogado que representa a família. 

Cece Heil, consultora sênior do Centro Americano de Direito e Justiça, disse ao The Christian Post que o pastor Bryan Nerren estava programado para ter uma audiência perante um tribunal em Siliguri na manhã da quinta-feira, 9, no entanto, a audiência foi adiada, disse Heil.

Havia alguma esperança, embora pequena, disse ela, de que Nerren – o fundador de uma organização sem fins lucrativos que serve no Nepal chamada de Associação Asiática de Educação Infantil – pudesse receber seu passaporte e deixar o país, pois pagou uma multa que seus advogados dizem ser uma cobrança injusta.

Nerren, o pastor dos  Ministérios da Casa Internacional de Oração em Shelbyville, foi preso por ter levado US $ 40.000 com ele em sua entrada na Índia no início de outubro de 2019.

O dinheiro deveria ser usado para pagar sua viagem de duas semanas à Índia e ao Nepal, para visitar pastores e para cobrir os custos de duas conferências. 

Nerren foi preso quando ele partiu de um voo doméstico de Nova Délhi para Bagdogra, na Índia.

Nerren foi preso por seis dias em Siliguri antes de poder pagar a fiança. No entanto, um juiz ordenou a proibição de viagem e recolheu seu passaporte.

“Você nunca pode dizer exatamente por que algo aconteceu”, disse Heil. “Mas, na minha opinião pessoal … o fato de Nerren ser pastor e estar carregando fundos, perguntaram-lhe especificamente se ele era cristão e se os fundos serão usados ​​para fins cristãos. Acredito que foi realmente isso que o tornou um alvo e porque Nova Délhi não apenas deu a documentação que ele precisava.”

Mais de 140.000 pessoas apoiam uma petição online pedindo a libertação de Nerren.

A Índia é classificada como o 10º pior país do mundo em perseguição cristã, segundo a Lista Mundial da Perseguição de 2019 da Portas Abertas. 

Folha Gospel com informações de The Christian Post

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *